Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / 65 Anos de Emancipação

65 Anos de Emancipação

por adm última modificação 21/12/2018 14h51
Câmara de Bom Jesus entrega honrarias na comemoração dos 65 anos de emancipação


Câmara de Bom Jesus entrega honrarias na comemoração dos 65 anos de emancipação

A Câmara Municipal de Bom Jesus do Amparo entregou na noite de anteontem (12) honrarias a 48 personalidades que contribuíram com o município ao longo dos 65 anos de emancipação político-administrativa. A solenidade aconteceu no Espaço Retrô e atraiu cerca de 250 pessoas ao salão de eventos. A Mesa Diretora dos trabalhos foi composta pelo presidente da Câmara, Eduardo César Motta Dias (PT), seu vice-presidente Joaquim Aparecido dos Santos (PR), o prefeito Dário Ferreira Motta (PSB), o vice-prefeito Ranielly Nepomuceno Duarte (PSB) e pelo sargento do Segundo Grupamento da Polícia Militar de Bom Jesus, Ronaldo Oscar Gonçalves.

As homenagens foram iniciadas com a exibição de um vídeo institucional da Prefeitura, contando um pouco da história do município. Em seguida foram executados os Hinos Nacional e do Município. O primeiro homenageado da noite com o Diploma de Honra ao Mérito foi o ex-vereador Antônio Santiago Nepomuceno, 93, único representante vivo da primeira Legislatura (1955-1959).

Em seguida foi feita uma homenagem póstuma ao ex-procurador jurídico da Câmara, Fernando de Souza Jácome, morto em outubro deste ano. O presidente Eduardo Motta entregou à viúva, Valesca Costa Guedes e ao pai do advogado, Elsio Feliciano Jácome uma placa de agradecimento aos serviços prestados ao Legislativo e o Diploma de Honra ao Mérito Jurídico “Carlos Pinto Coelho Motta. “A presença de Fernando não é mais física, mas, ainda pode ser sentida por aqueles que te amam. Embora você tenha partido cedo, a sua influência sobre nós será eterna. Todos que tiveram o prazer de te conhecer jamais te esquecerão. Nosso muito obrigado por tudo”, disse emocionado o presidente do Legislativo.

 Na sequência foi feita a entrega do Diploma de Honra ao Mérito Legislativo, conforme Resoluções nº 122/2017 e 126/2018, aprovado por todos os vereadores, ao jornalista José Sudário Bicalho Santos e ao volante do América, José Ricardo Barbosa Drumond, o “Zé Ricardo”.

Depois, teve início a entrega dos Diplomas de Honra ao Mérito “65 anos de Bom Jesus do Amparo”, conforme Resolução nº 131/2018, aprovada por todos os vereadores, para homenagear pessoas e/ou entidades que se destacaram ao longo destes 65 ano nos setores de educação, saúde, serviços comunitários, política, agropecuária e esporte. Cada vereador homenageou três personalidades ou entidades.

A vereadora Edilene Rosa Coelho Ferreira (PR) entregou diplomas a Ana Inácia Caldeira Neves, Hortência Motta do Espírito Santo e José Raimundo Barbosa.

O presidente da Câmara Eduardo Motta (PT) fez a entrega para Luiz Silveira Ferreira, Wenderson Santos Couto e ao Movimento Pelas Águas de Bom Jesus do Amparo, representado pela jornalista Eloá Magalhães. O vice-presidente Joaquim dos Santos (PR) homenageou Marina Teixeira Fonseca, Hernande Moreira e Maria Leocádio Santos Cruz.

Izabel Maria Viana dos Santos, Cirila Barbosa Pereira Santos e Margareth Conceição Fonseca Maltez foram as escolhidas pela vereadora Elvira Maria Ferreira Mota (PDT). Inez Luzia Santos (MDB) entregou diplomas para José Patrocínio Nepomuceno, Maria Rita Bicalho Rocha e Sóstenes Pedrosa Alves.

O vereador João Luiz dos Santos (PTB) rendeu homenagens para Jorge Luiz Silva, Geraldo César de Oliveira e o grupo de artesanato “Arte Real”, que foi representado por Dimara dos Santos. Os escolhidos pelo vereador José Geraldo Dias Duarte (PSB) foram o Conselho Comunitário de Segurança Pública (Consep), representado por sua presidente Dalva Neves Gonçalves, Luiz Nonato de Melo e Ranielly Nepomuceno Duarte.

Vicentina Pereira da Silva, Fabrício Teixeira Dias e Marília Eulália Pinto Viana, foram as pessoas escolhidas pelo vereador Marcilon Magela Alves (DEM) para receber as honrarias. O vereador Vicente Pinto Ribeiro Neto (MDB) entregou diplomas para Raquel Fonseca Duarte, Luciana Ribeiro Rosa Fonseca Maltez e Cleidmar Ferreira Fernandes.

Na sequência foram homenageados os indicados pela Mesa Diretora da Câmara: Arlindo Dias, Glayson Bom Conselho, Joaquim Pedro Paulo Oliveira Júnior, Carlos Batista Alves de Souza, Siccob Credipel (agência de Bom Jesus), Sindicato dos Produtores Rurais de Bom Jesus do Amparo, Dário Ferreira Motta e Walter Vitor de Oliveira.

Finalizando as homenagens os nove vereadores da atual legislatura também receberam o Diploma de Honra ao Mérito. Em nome de todos os homenageados com o Diploma de Honra ao Mérito comemorativo dos 65 anos de emancipação político-administrativa falou Arlindo Dias, que contou um pouco da história de emancipação e enumerou todos os prefeitos, vice-prefeitos e presidentes da Câmara que fizeram a história política do município. “O movimento pela emancipação teve a intervenção do Cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, amigo pessoal do então governador Juscelino Kubitschek. Cada prefeito que passou deixou a sua marca e alguma conquista para a população. Cada homenageado também contribui para o engrandecimento de nosso município. Obrigado aos vereadores pela escolha e que nossa cidade continue a ser esta Bom Jesus acolhedora e boa de se viver”, disse o homenageado.

Também foi entregue o Título de Cidadão Honorário ao padre Ernesto de Freitas Barcelos, que está à frente da Paróquia de Bom Jesus do Amparo a quase cinco anos. “Quero agradecer pela homenagem e aproveitar e pedir aos nossos vereadores que se empenhem para fazer leis que melhorem a mobilidade de nossas calçadas que foram feitas para tudo, menos para o pedestre. Queria também pedir uma atenção especial para os moradores do bairro São Francisco que sofrem com a falta de acessibilidade ao bairro pela rodovia. Por último queria parabenizar a iniciativa da feira da agricultura familiar uma boa ação deste governo. Obrigado pela homenagem e que Deus ilumine a todos”, afirmou o padre Ernesto.

O prefeito Dário Ferreira Motta (PSB) fez um balanço de sua administração e agradeceu pela homenagem recebida. “Neste dia especial, sinto-me honrado em fazer parte da história política e administrativa de Bom Jesus. Como prefeito busco exercer este importante papel pautado na honestidade e no atendimento à coletividade, visando a igualdade entre os cidadãos e um município cada vez mais justo e unido”, afirmou.

“Apesar das enormes dificuldades financeiras impostas aos municípios mineiros, trabalhamos com transparência e determinação para fazer o melhor para nossa cidade, mantendo em funcionamento todas as atividades essenciais para a comunidade e também desenvolvendo novas ações, como o plantão médico 24 horas, entrega de kits escolares e implantação da feira da agricultura familiar”, enumerou o prefeito.

Encerrando a solenidade, o presidente Eduardo Motta, agradeceu a presença de todos e fez um balanço de sua gestão que se encerra no final de dezembro. “Gostaria de estar fazendo esta festa em praça pública, com a participação de toda a população. Mas, a crise econômica do nosso país não permite este tipo de comemoração. Quero que cada bonjesuense se sinta presente e homenageado nesta sessão solene. Procuramos entregar a honraria as pessoas que se destacaram na nossa comunidade e as entidades e instituições que impulsionam o nosso desenvolvimento. Hoje foram homenageados jornalistas, médicos, religiosos, organizações não governamentais, sindicatos, educadores, servidores públicos, empreendedores e empresários, que de sua forma contribuíram para o desenvolvimento de nossa cidade”, enumerou o presidente.

“Quero aqui agradecer o aprendizado político recebido de meu pai que foi vereador por 27 anos, da minha avó Naná que foi vice-prefeita, do meu avô Raymundo Motta, que foi prefeito por três mandatos e minha mãe pela educação e ensinamento de ser sempre sincero, honesto e atencioso. Nestes quase dois anos à frente do Legislativo devolvemos para a prefeitura R$ 240 mil, fruto de uma gestão transparente, honesta e econômica. Fizemos sim alguns investimentos em equipamentos para o Legislativo. Mas, economizamos em diárias, viagens desnecessárias e outras despesas que puderam ser evitadas. Desejo a todos que continuem na busca para diminuirmos as desigualdades e para dar mais oportunidades aos que mais precisam, que tenhamos todos um Natal mais solidário”, concluiu Eduardo Motta.

Depois da solenidade, o jornalista José Sudário Bicalho Santos, fez o lançamento de seu livro “Cuba Livre”. Ao final foi servido um coquetel aos presentes.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados